Castelo de Vide

Município de Castelo de Vide tem para 2021 o orçamento mais elevado de sempre

Regional 01 Dez. 2020

O orçamento da Câmara Municipal de Castelo de Vide para 2021, superior a 11,1 milhões de euros, é “o mais elevado de sempre”.

Em declarações à Agência Lusa, o presidente do município, António Pita, a cumprir o segundo mandato, eleito pelo PSD, referiu que este “é um orçamento histórico por ser de longe o mais elevado de sempre, com mais de 11,1 milhões de euros, graças à receita prevista por via de fundos comunitários”.

São mais de três milhões de euros face ao orçamento de 2020 e foi aprovado na última reunião do executivo municipal. De acordo com o autarca, com este orçamento, vai ser possível concretizar três obras e avançar com outras duas consideradas “fundamentais” para o desenvolvimento do concelho. Em 2021, o município espera inaugurar o Museu Salgueiro Maia — Casa da Cidadania, o Museu Casa da Inquisição e o Centro de Interpretação Garcia d´Orta.

A inauguração do Museu Salgueiro Maia – Casa da Cidadania está previsto para o dia 1 de julho, conta com um investimento de 1,5 milhões de euros e este situa-se no castelo. Trata-se de uma intervenção de recuperação do castelo com a instalação do museu”, referiu ainda o presidente do município. No que diz respeito ao Museu Casa da Inquisição “ teve um investimento de 500 mil euros e está previsto abrir em maio. O Centro de Interpretação Garcia d´Orta conta com um investimento de 1,5 milhões de euros e está previsto abrir durante os meses de verão”, refere.

A requalificação da zona industrial e a criação de uma área de acolhimento empresarial (ninho de empresas)é outra das obras anunciadas. Quanto à obra da zona industrial “está prevista terminar durante o mês de maio, no valor de 1,1 milhões de euros, e a obra da área de acolhimento empresarial deverá terminar em agosto, com um investimento de 1, 2 milhões de euros”, adiantou.

Para o próximo ano, o município de Castelo de vide disse também esperar avançar com as obras de requalificação da Escola Garcia de Orta (edifício do agrupamento de escolas), no valor de 1,4 milhões de euros, e a construção de uma nova extensão do centro de saúde em Póvoa e Meadas, com um investimento de 300 mil euros.

O município de Castelo de Vide decidiu ainda manter em 2021 o “gabinete de crise” de apoio a empresários e associações, manter as políticas de apoio às instituições particulares de solidariedade social e aos bombeiros voluntários. A autarquia vai manter ainda a taxa do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) para prédios urbanos em 0,30% (o limite mínimo legal, enquanto o máximo é de 0,45%) e devolver 2,5% da taxa de participação no Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) aos munícipes com domicílio fiscal no concelho. Vai ainda cobrar uma taxa de Derrama de 1,5% às empresas com sede ou atividade no concelho e que tenham lucros superiores a 150 mil euros, uma receita que reverte, na totalidade, para a associação de bombeiros de Castelo de Vide.

O orçamento vai estar presente na reunião da Assembleia Municipal de Castelo de Vide, na próxima sexta-feira, para deliberação.


 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Janeiro 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31