11 Abr. 2021
 
De novo às 6
18:00-20:00
×

Alerta

JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 63
JUser: :_load: Não foi possível carregar o utilizador com o ID: 68

Santiago do Cacém

Município de Santiago do Cacém quer investir 1,4ME para recuperar Cineteatro Vitória

Município de Santiago do Cacém quer investir 1,4ME para recuperar Cineteatro Vitória DGPC
Regional 25 Fev. 2021

O Cineteatro Vitória, no concelho de Santiago do Cacém , encerrado há 40 anos, vai ser recuperado e transformado num Centro Cultural Multiusos, num investimento de 1,4 milhões de euros, a candidatar a fundos comunitários.

O projeto de recuperação deste imóvel, localizado na freguesia de Ermidas-Sado, “já está concluído” e será agora candidatado a fundos comunitários, segundo revelou hoje o Município de Santiago do Cacém, que assinou um acordo com o Grémio Ermidense Primeiro de Agosto (GEPA), proprietário do edifício.

Este acordo dá possibilidade à câmara municipal de apresentar uma candidatura a financiamento comunitário, cujo prazo termina na próxima semana. Temos o projeto concluído, em condições de lançar o concurso público”, explicou o presidente da autarquia, Álvaro Beijinha, citado no comunicado.

O autarca disse estar confiante na aprovação da candidatura por se tratar “de uma verba que está contratualizada no âmbito do Pacto Territorial para a Comunidade Intermunicipal do Litoral Alentejano (CIMAL) para o concelho de Santiago do Cacém”.

No âmbito da mesma candidatura, a autarquia anunciou que vai também apresentar um outro projeto de recuperação, relativo ao Cinema de Alvalade, também no interior do concelho, com o concurso a ser lançado no valor de um milhão de euros.

Conforme notícia avançada pela Agência Lusa, o projeto para o atual edifício do Cineteatro Vitória prevê a criação de um Centro Cultural Multiusos “para promoção da cultura, das artes nas suas diversas modalidades e do apoio a atividades de formação relevantes para o desenvolvimento socioeconómico da comunidade”.

Este é o edifício mais emblemático da freguesia de Ermidas-Sado, por onde passaram muitas gerações de ermidenses, por isso, tem uma identidade que é importante recuperar”, sublinhou o presidente.

A autarquia “será a grande dinamizadora da oferta cultural deste espaço, mas queremos que o Grémio, outras associações da freguesia e toda a comunidade possam também ser um fator de dinamização” do futuro equipamento,referiu a autarquia.

Inaugurado em 1949, o Cineteatro Vitória, propriedade da família Pinto Cordeiro, acabou por encerrar a sua atividade no início dos anos 90 e, desde então, o edifício, classificado como Monumento de Interesse Municipal, permaneceu ao abandono.


 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Abril 2021 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30