Radio Campanario

Alentejo

Novo mural de homenagem a Kobe Bryant em Los Angeles tem mão portuguesa

Regional Escrito por  Lusa 24 Ago. 2022

Um mural de homenagem ao basquetebolista Kobe Bryant, da autoria do português Odeith e do norte-americano Nikkolas Smith, foi revelado hoje na baixa de Los Angeles.

O mural, com 38 metros de largura por cerca de 10 metros de altura, tem no meio o rosto de Kobe Bryant, que morreu em 2020, aos 41 anos, num acidente de helicóptero e era considerado um dos melhores jogadores de sempre da Liga Norte-Americana de Basquetebol (NBA). 

O artista português pintou, ainda, do lado esquerdo do mural uma mamba-negra. Kobe Bryant era conhecido como o ‘Black Mamba’.

Do lado direito do rosto estão pintadas a cores, por Nikkolas Smith, várias crianças em cima de um livro gigante, com Gianna, a filha do jogador que morreu com ele no acidente de helicóptero, em destaque.

O mural foi revelado no ‘Mamba Day’, uma celebração não oficial que acontece sempre em 24 de agosto na área de Los Angeles e que inclui uma série de atividades que lembram o basquetebolista que chegou à NBA com 17 anos e durante 20 anos vestiu a camisola dos Los Angeles Lakers.

Odeith, natural da Amadora, começou a pintar na rua e em linhas de comboios e trabalhou mais de uma década em tatuagens e deixou murais nos bairros da Cova da Moura, 6 de Maio e Santa Filomena, enquanto desenvolvia a técnica 3D (três dimensões), uma das características mais marcantes do seu trabalho, e que o tem levado a trabalhar bastante nos Estados Unidos da América.

Kobe Bryant é idolatrado um pouco por todo o mundo, onde tem sido homenageado das mais diversas formas.

No ano passado, o basquetebolista norte-americano foi homenageado em Lisboa, na freguesia do Lumiar, num projeto da plataforma Hoopers a cargo do ‘writer’ Hélio Bray.

Hélio Bray ‘dividiu’ o trabalho em três partes: o campo de basquetebol, a lateral das escadas de acesso a um prédio, e a empena do edifício de 12 andares.

No centro do campo, Hélio Bray pintou dois círculos, figura que utiliza frequentemente nos seus trabalhos, que juntos fazem um 8, número que Kobe Bryant “sempre utilizou bastante” e que deitado é o símbolo do infinito.

“Com os dois círculos consegui reproduzir o 8 da camisola dele, com a assinatura dele no centro do campo. É uma forma de o eternizar, se é que seja necessário”, referiu o ‘writer’ em maio do ano passado, em declarações à Lusa.

 

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2023 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28