Imprimir esta página

Sines

Pescador em Sines: "Não tenho medo do mar mas tenho-lhe muito respeito! Os heróis ficam lá todos” diz Pedro Ferreira, Pescador(c/som)

Regional Escrito por  30 Jun. 2022

 

Pedro Ferreira é pescador há 20 anos e desenvolve a sua atividade na Docapesca de Sines.

Foi a profissão que escolheu e há dez anos  atrás comprou uma embarcação. Conta-nos que assim “em vez de trabalhar para os outros, trabalho para mim próprio.”

Gosta do que faz e diz mesmo que “quem não gostar da pesca não vale a pena vir para cá.”

O gosto pela pesca de Pedro Ferreira foi-lhe passado pelo pai e desde muito novo começou a ir à pesca com o pai.

Atualmente proprietário de uma embarcação trabalha com mais uma pessoa e dedicam-se à pesca designada “Artesanal”. Em Portugal , esta pesca é ancestral encontrando se fortemente ligada a pequenas comunidades piscatórias que se distribuem por todo o litoral português.

Nesta pesca os métodos de captura e as artes utilizadas pelos pescadores e mariscadores inserem se em profundas tradições e costumes das comunidades piscatórias,

Paulo Ferreira explica-nos “Largamos as redes e voltamos mais tarde para recolher o peixe.” Pesca habitualmente, entre outros, bicas, sargos, salmonetes, faneca, e não tem compradores fixos. Os compradores interessados no seu peixe e que o querem adquirir , participam no leilão de peixe que diariamente se realiza na Docapesca de Sines.

Pedro Ferreira considera que “a profissão de pescador é rentável desde que se tenha gosto e se saia todos os dias para ir trabalhar” sempre com os cuidados necessários às condições do tempo.

Destes anos todos no mar retira bons momentos, mas também alguns momentos duros, difíceis e assustadores como foi o caso de “dois barcos que se voltaram devido ao mau tempo.”

Questionado se é um homem de fé diz que não. Ainda assim, cauteloso, Pedro Ferreira diz “não tenho medo do Mar mas tenho-lhe muito respeito porque há aqueles que são os heróis e esses ficam lá todos.”