Imprimir esta página

Ponte de Sor

Ponte de Sor vai ter ensino superior na área da produção aeronáutica

Regional 14 Jul. 2020

O concelho de Ponte de Sor vai receber, no ano letivo 2020-2021, Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTESP) na área da produção aeronáutica.

De acordo com o comunicado enviado à RC, “a indústria aeronáutica tem tido, nos últimos anos, um enorme crescimento motivado pelo aumento da construção de novas aeronaves a nível mundial e Portugal tem grandes empresas de fabrico de componentes aeronáuticos sediadas em Setúbal, Évora e Ponte de Sor. Apesar das dificuldades que estão a afetar esta indústria devido à pandemia da Covid-19, acreditamos que num mundo globalizado em que as viagens fazem parte do modo de vida moderno, seja na perspetiva do lazer, ou na perspetiva profissional, brevemente assistiremos à recuperação de todas as atividades ligadas à aeronáutica. Em Portugal a formação superior em produção aeronáutica é praticamente inexistente, havendo uma necessidade eminente de profissionais nesta área para dar resposta às necessidades das empresas”.

Este CTESP vai funcionar no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, na Escola Superior Tecnologia do Instituto Politécnico de Setúbal e em Grândola.

Os objetivos deste CTESP são “formar profissionais capazes de estabelecer eficazmente a interface entre a engenharia e a produção, preenchendo ao mesmo tempo a lacuna que existe em Portugal em formação superior na área de produção aeronáutica. O técnico superior de produção aeronáutica tem a capacidade para gerir, implementar, avaliar e supervisionar as atividades de produção de componentes para aeronaves contribuindo para o desenvolvimento sustentável das empresas” e tem como saídas profissionais:

  • Produção de componentes para a indústria aeronáutica
  • Agente de métodos
  • Projeto de ferramentas
  • Programador de CNC
  • Especialista em CAD/CAM (CATIA)
  • Especialista em Materiais Compósitos
  • Certificação de processos
  • Indústria de produção em geral

 As Inscrições estão abertas até 31 de agosto.