07 Dez. 2022
Nuno Rocha
Ponto de Contacto
11:00-13:00

Alentejo

Preços das casas para arrendar sobe em todas as regiões excepto no Alentejo!

Regional Escrito por  Nota de Imprensa 06 Out. 2022

Os preços das casas para arrendar em Portugal apresentaram uma subida de 4,5% no terceiro trimestre do ano face ao trimestre anterior. Segundo o índice de preços do idealista, arrendar casa tinha um custo de 11,8 euros por metro quadrado (euros/m2) no final do mês de setembro, tendo em conta o valor mediano. Já em relação à variação mensal, a subida foi de 2,1%.

O preço de arrendamento no terceiro trimestre subiu em quase todas as capitais de distrito do país, com Coimbra (10%) a liderar a lista. Seguem-se Lisboa (8,1%), Porto (7,6%), Braga (6,7%), Funchal (5,6%), Setúbal (3,4%), Aveiro (3,3%), Santarém (2,9%) e Faro (2,8%). Em sentido contrário, os preços desceram em Viseu (-3,5%) e Leiria (-1,1%).

Lisboa continua a ser a cidade onde é mais caro arrendar casa: 15,7 euros/m2. Porto (12,3 euros/m2) e Funchal (11 euros/m2) ocupam o segundo e terceiro lugares, respetivamente. Seguem-se Faro (9,3 euros/m2), Setúbal (8,9 euros/m2), Aveiro (8,7 euros/m2) e Coimbra (8,1 euros/m2). Já as cidades mais económicas são Viseu (5,4 euros/m2), Santarém (6 euros/m2), Leiria (6,5 euros/m2) e Braga (7,1 euros/m2).

 

Dos distritos analisados, os preços das casas para arrendar apenas desceram em Faro (-0,5%). Por outro lado, os preços subiram em Castelo Branco (12,5%), Coimbra (9,8%) e Lisboa (7,8%). Com subidas inferiores a 6%, encontram-se os distritos de Viseu (5,8%), Porto (5,1%), Braga (4,1%), Aveiro (3,3%) e Santarém (2,3%). Já as menores subidas tiveram lugar na ilha da Madeira (0,7%), Setúbal (1,8%) e Leiria (2%)

De referir que o ranking dos distritos mais caros para arrendar casa é liderado por Lisboa (14,7 euros/m2), seguido por Faro (11,5 euros/m2) e Porto (10,6 euros/m2). Seguem-se a ilha da Madeira (10,5 euros/m2). Setúbal (9,4 euros/m2), Coimbra (7,6 euros/m2), Leiria (7,3 euros/m2), Aveiro (7,3 euros/m2) e Braga (7 euros/m2).

Os preços mais económicos encontram-se em Viseu (5,4 euros/m2) e Santarém (6 euros/m2).

Durante o terceiro trimestre, os preços das casas para arrendar subiram em todas as regiões do país com exceção do Alentejo (-4,4%) e o Algarve (-0,5%). A liderar as subidas, encontra-se o Centro (7,7%), seguido pela Área Metropolitana de Lisboa (6,8%) e o Norte (4,6%). Seguem-se a Região Autónoma dos Açores (1,4%) e Região Autónoma da Madeira (0,5%).

 

A Área Metropolitana de Lisboa, com 14,1 euros/m2, continua a ser a região mais cara, seguida pelo Algarve (11,5 euros/m2), Região Autónoma da Madeira (10,5 euros/m2) e Norte (9,7 euros/m2). Do lado oposto da tabela encontram-se a Região Autónoma dos Açores (6,8 euros/m2), o Centro (7,1 euros/m2) e o Alentejo (7,7 euros/m2) que são as regiões mais baratas.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Dezembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31