06 Fev. 2023
Augusta Serrano;
Firmamento da Noite
22:00-04:00

Nisa

Presidente de Nisa diz estar de "consciência tranquila" após acusação de abuso de poder!

Regional Escrito por  14 Nov. 2022

A presidente da Câmara de Nisa (Portalegre), a socialista Maria Idalina Trindade, manifestou-se hoje de "consciência tranquila" e disse ter cumprido a lei no caso em que está acusada de um crime de abuso de poder.

Num comunicado emitido na página oficial de facebook do Município pode ler-se "Acaba de ser noticiado pela Agência Lusa a prática de crime por parte da Presidente da Câmara Municipal de Nisa, acusada de não ter transferido / pago, à falida e extinta ADN, 160 mil euros do erário publico municipal, para compensar financeiramente supostas perdas relativas ao não usufruto de um imóvel que ficaria integrada no centro escolar."

Segundo a Autarquia "tal montante em escudos, 30 mil contos já tinha sido pago entre 1998 e 2001, como contrapartida de apoio para ampliação das suas instalações, sendo certo também que a câmara garantiu à ADN instalações de uso gratuito enquanto as obras do centro escolar decorriam, não tendo existido qualquer perda pecuniária para aquela entidade."

De acordo com a Autarquia e conforme pode ler-se no comunicado "e foi a anterior presidente da Câmara que propôs, EXPRESSAMENTE, a revogação da deliberação que em 2013 atribuía os 160 mil euros!, porque escreveu na sua proposta que a deliberação fosse revogada relativamente ao seu conteúdo, atendendo a que o município de Nisa atribuiu um subsidio de 30.000 contos para ampliação das instalações da Etaproni (a ADN era a entidade proprietária da Etaproni)."

Em jeito de conclusão, o comunicado emitido pela Presidente de Câmara refere "ACUSADA DE NÃO TER PAGO? pelos anteriores vereadores José Dinis Semedo (PSD) e vereadores Victor Martins e Fátima Dias (CDU), através de denuncias que fizeram em 2014 sobre a Presidente da Câmara Idalina Trindade? Quando sabiam que o seu fundamento não existia? Quando sabiam que a presidente antecessora, também da CDU, propôs a revogação daquele subsídio porque o seu/dela antecessor, também da CDU, já tinha pago 30.000 contos para o mesmo efeito / fim?"

A Autarca questiona ainda "AFINAL SER ACUSADA DE NÃO TER PAGO, DE DEFENDER O DINHEIRO DO POVO, DE NÃO PAGAR OUTRA VEZ O QUE JÁ TINHA SIDO PAGO, SERÁ CRIME?!!!"

Idalina Trindade afirma "ESTAMOS DE CONSCIÊNCIA TRANQUILA! SOMOS HONRADOS, CUMPRIMOS AS LEIS, PAGAMOS A DIVIDA ALHEIA QUE HERDAMOS! FAZEMOS OBRA, APOIO SOCIAL A QUEM PRECISA!!CUMPRIMOS A LEI… SEMPRE!!!!SERVIMOS COM HUMILDADE, MAS COM HONESTIDADE E SERIEDADE O POVO DESTE CONCELHO!!A VERDADE SERÁ REPOSTA!"

Fonte: Município de NIsa

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Fevereiro 2023 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28