Última sondagem: maioria dos portugueses quer prolongamento do Estado de Emergência

Regional 01 Abr. 2020

Segundo a última sondagem do Barómetro de Opinião COVID-19 da Marktest, 94% dos portugueses inquiridos defendem que o Presidente da República deve prolongar o Estado de Emergência em Portugal.

Nesta sondagem, realizada nos dias 24 e 25 de março, juntou-se uma amostra de 505 inquiridos residentes em Portugal Continental.

Estes resultados surgem uma semana após 90% dos inquiridos terem dito que concordavam com a decisão de decretar o Estado de Emergência. É também visível que são mais as mulheres  (96%) a defenderem o prolongamento do que os homens (92%), ainda assim os resultados são bastante altos em ambos para um prolongamento.

Ainda de acordo com os resultados da última sondagem, há também mais pessoas a acreditar que a crise se irá prolongar por mais tempo do que o que estava inicialmente previsto.

“Face à semana passada, são agora mais 5%, os portugueses que consideram que o país vai necessitar de mais de 3 meses para enfrentar o problema do coronavírus e as limitações associadas ao mesmo. Junto dos portugueses com 55 e mais anos este valor ganha mais expressão, no espaço de 1 semana: dos 29% que acreditavam neste período temporal de mais de três meses, passamos a 40% dos que acreditam agora nessa possibilidade», segundo a Marktest.

Relativamente à avaliação da atuação do Presidente da República durante esta crise, “75% dos portugueses dão nota positiva à atuação do Presidente da República”. O índice de atuação de Marcelo Rebelo de Sousa “atinge os 70 pontos” .

O Barómetro de Opinião COVID-19 da Marktest “tem por objetivo ir acompanhando ao longo das próximas semana as opiniões dos portugueses, os seus comportamentos e perceções face ao momento que o país e o mundo atravessam”.

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Maio 2020 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31