27 Set. 2022
 
Tauromaquia
21:00-22:00

Radio Campanario

Alentejo

Odemira

Utentes de Odemira criticam degradação de extensão de saúde e exigem obras

Regional Escrito por  17 Jun. 2022

 A falta de profissionais e a degradação da Extensão de Saúde de Vila Nova de Milfontes, em Odemira, foram hoje criticadas pela comissão de utentes do concelho, que vai sensibilizar a população, no sábado, para estes problemas.

“Vamos distribuir um documento e realizar uma ação de informação junto da população, para a sensibilizar para os problemas existentes nesta extensão de saúde”, disse hoje à agência Lusa Dinis Silva, coordenador das Comissões de Utentes do Litoral Alentejano.

A campanha de sensibilização, que inclui a distribuição de um documento, é promovida pela Comissão de Utentes dos Serviços Públicos do Concelho de Odemira e vai começar às 18:00 de sábado, na FEITUR – Feira de Turismo do SW, que está a decorrer na sede de freguesia.

O objetivo é informar os habitantes sobre “o atual estado de degradação” do edifício onde funciona a Extensão de Saúde de Vila Nova de Milfontes.

“A extensão de saúde está mesmo muito degradada. O edifício é também muito exíguo e não serve para este fim, nem para os profissionais de saúde, nem para os utentes”, criticou Dinis Silva.

Segundo o coordenador das comissões de utentes, “há mais de dois anos, o conselho de administração do Hospital do Litoral Alentejano [HLA]”, no qual a extensão de saúde está integrada, “prometeu avançar com um novo projeto, mas até agora nada”.

“As obras devem começar o mais rápido possível, porque o projeto está emperrado”, acrescentou.

A extensão de saúde também “só tem dois médicos”, o que “é pouco”, e está aberta “de segunda a sexta-feira”, mas os clínicos “não trabalham à sexta”, disse o mesmo responsável.

Atendendo a que, no verão, a população de “cerca de seis mil habitantes [da freguesia] triplica”, a comissão de utentes do concelho “está muito preocupada” e reclama o reforço do número de profissionais e o alargamento dos horários da extensão de saúde.

“Exigimos o alargamento dos horários, para que esteja aberta também aos fins de semana e feriados, se possível todo o ano, mas em especial no verão”, precisou Dinis Silva.

O “início urgente” da construção de uma nova extensão de saúde é também uma reclamação inscrita no documento que vai ser distribuído à população.

 

C/Lusa

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Setembro 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
      1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30